5

Arraiá Inclusive! Arrasta pé, Diversidade e Inclusão!

É mês de junho, é inverno, época boa de tomar caldo, canjica e dançar um bom forró pé de serra. Tradições que deram origem às festas juninas. E foi neste cenário que aconteceu dia 30 de junho de 2018 o Arraiá Inclusive.

1

A festança teve início às 11:00 horas com o DJ Luiz Antônio que animou a pista do Arraiá Inclusive, enquanto os convidados se achegavam e iam deliciando as guloseimas das barracas de alimentação. Aos poucos o pátio do Crepúsculo ficou tomado de muita gente animada que não se cansava de forrozear ao som mágico do DJ Luiz, que esquentou o público para a quadrilha e o casamento na roça.

“A experiência de ter tocado no Arraiá do Crepúsculo foi magnífica. Eu não conhecia a ong, mas quando cheguei deu pra sentir um energia maravilhosa. Eu não sabia a quem eles ajudavam, fiquei muito feliz e surpreso em saber que todas aquelas pessoas com suas enormes dificuldades, conseguem ter um sorriso que muita gente não consegue dar no dia a dia. Eu fiquei feliz em ter participado do evento e ter contribuído da melhor forma possível. Podem acreditar que sai de lá com uma certeza de que todos nós, somos maravilhosos, basta a gente querer nos amar e nos ajudar.” Declarou o DJ Luiz Antônio.

2

Por volta de 14 horas os participantes do Crepúsculo se agruparam para a encenação do casamento na roça, que contou com a direção de Gustavo Bartolozzi, mas a criação de toda história foi imaginada pelos próprios atores que desenvolveram de forma teatral e humorística um inusitado e engraçado enlace matrimonial com um desfecho surpreendente, aplaudido e aprovado por todos os presentes.

Após o casório, foi a hora do baile. Uma bela quadrilha nos moldes tradicionais das festas de São João nordestino, mas com um modo peculiar, com o charme que só os participantes do Crepúsculo poderiam colocar em prática. Uma festança divertida e cheia de nuances que contou ao final com a participação de todo o público, em um grande anarriê.

3

Um dos momentos mais esperados da tarde festiva era o sorteio da rifa. Uma bela colcha de crochê doado por uma família do Crepúsculo. A grande felizarda do dia foi Cibele Queiroz, além da colcha, sorteamos também três CDs da atração musical do dia, o Trio Petronilho.

Para encerrar o Arraiá Inclusive tivemos a presença do Trio Petronilho, que está lançando seu primeiro CD que leva o nome do grupo. O Trio subiu ao palco e ao som da sanfona de Ronan Petronilho, a zabumba de Rogério Petronilho e o encanto feminino do triângulo de Ludimila, apresentou releituras de grandes nomes do forró do Brasil inteiro e algumas músicas próprias. O Trio agitou a pista e o público se entregou ao ótimo som produzido no palco e o arrasta pé foi de primeira qualidade. Ludimila, dona do triângulo e vocais do grupo resumiu o que representou a apresentação do Trio Petronilho no Arraiá: “O Arraiá Inclusive foi um grande exemplo de alegria e inclusão! Para o Trio Petronilho foi uma grande honra poder compartilhar momentos tão incríveis com pessoas tão maravilhosas! Que venham mais encontros como esse! Não há limites para o amor e a alegria.”

4

O Arraiá Inclusive foi um exemplo de como a diversidade tem e deve ser respeitada e celebrada por toda a humanidade. Ao final se via um público satisfeito e feliz, cheio de animação e expectativa para o próximo ano.

6

Por Elmo Gomes